Você que me lê, me ajuda a nascer.

segunda-feira, janeiro 30, 2017

J.

Sete anos, me ensinando a viver. Me ouviu falar "olha, tem uma menina preta ali", e me olhou e disse:
- Ai, ai, ai, ai...
Notei que ela falava "ai, ai" pra palavra preta. Perguntei porque e ela disse que isso era racismo. Expliquei pra ela que a palavra preta não era racismo, mas poderia ser, dependendo de como era usada.
- Se for de um jeito carinhoso, pode não ser racismo. Mas se for usada como xingamento, aí sim, é.
- Difícil de saber...
- É, é difícil mesmo... mas se eu disser assim: Jaine, você é uma pretinha linda, você entende que é diferente de "sua" preta?
- Eu entendo, né?
- Pois é isso...
- Mas continua difícil...
- É, o racismo é coisa difícil mesmo...

Sete anos e me ajudando a aprender como dizer coisas. 

The Fits.


domingo, janeiro 29, 2017

Adoção.

Sempre achei essa palavra linda, adoção. 

Por algum tempo, me perguntei se eu queria ser mãe e se queria ter uma criança saindo da minha barriga. Uma amiga disse que quer ficar grávida porque quer curtir isso e ver como o corpo responde e muda, quer sentir no corpo as transformações. Achei bonito, mas ainda assim acho que não estou completamente convencida de que terei um bebê da minha barriga. Ainda tenho tempo para pensar nisso. Até lá, adoção é um bom começo nessa estrada de ser mãe. 

Acho que também sempre tive um pouco de medo dessa responsabilidade. Achava que eu não teria tempo, que eu teria de abdicar de coisas para fazer isso, achava que não dava, não dava. Mas agora, é tudo ao contrário

Me sinto pronta para isso agora, com 36 anos. Sinto que agora, as coisas que quero viver comportam uma criança do lado. Uma ou mais. Quero viajar, conhecer lugares, mas tudo bem se puder fazer isso com uma criança junto. Quero ir ao cinema - ou desistir de ir - porque tenho ela na minha vida. Me peguei pensando que, no fim das contas, eu quero ter filhas e filhos mas não quero que pensem que eles dependem de mim. Eu quero que tenham a certeza que eu também dependerei da minha relação para ser feliz e uma pessoa melhor. Nesse sentido, ser mãe não é fazer pelo filho ou filha, é fazer pelos dois. Assim como os filhos e filhas também fazem pela gente. 

Li essa cartilha e vi que é bem mais fácil do que parece. Fiquei feliz só de pensar numa criança na minha vida. Isso deve querer dizer alguma coisa. 
Não tenho problemas com idade e até adotaria um casal de irmãos (adotaria até mais, se dinheiro tivesse!). 

Vamos ver o que acontece. Estou animada e pensando em muitas coisas novas que acontecerão depois que eu der o primeiro passo. 


quinta-feira, janeiro 26, 2017

sábado, janeiro 14, 2017

sexta-feira, janeiro 13, 2017

sexta-feira, janeiro 06, 2017

Mudo.

Tudo é uma questão de manter, a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranquilo.


Que mal eu fiz a Deus?


No fundo (falso) do meu coração

Todo mundo tem, um fundo falso no coração
Um fundo falso, que de falso só tem o nome
Mas é onde moram todas as verdades

Te escondi (te enterrei) lá, sete anos atrás
Sete vidas eu tivesse, sete vezes te enterraria
Porque se eu vivesse todas essas vidas, com certeza você seria
O único homem que o fundo falso do meu coração aceitaria

quinta-feira, janeiro 05, 2017

E o coração tranquilo.

Eu vi você me olhando quando olhei a foto. Você estava me encarando, olhando pra lente do meu olho. Isso me desconcertou. Ainda tenho a foto, em algum lugar. Vou procurar amanhã. 

Você me olhou, olhou, eu fiquei intrigada. Eu aceitei o olhar, eu te procurei, te liguei, te chamei, convidei, fiz amor com você. 

Nós vivemos juntos. Eu te amei, eu queria. Você quis. Mas eu só sei querer um querer de dois, eu não sei deixar de lado o que eu quero em prol de um grand amor, eu não que não nasci pra isso. Sinto falta do que? De nada. Nada mesmo. Só lembrei que eu deveria ter te dito isso e talvez estivéssemos terminado só muito tempo depois. Vai saber, eu nunca saberei. Por isso, não vou te dizer o que eu não sei. 

Eu me diverti à beça. Mas poderia ter sido feliz também. 

Dúvida.


quarta-feira, janeiro 04, 2017

segunda-feira, janeiro 02, 2017