Você que me lê, me ajuda a nascer.

sexta-feira, setembro 07, 2012

Mais do mesmo (ou Migh gosta de passado).


Quero falar de um homem.
Alguém me perguntou sobre ele este fim de semana. Lembrei dele. Aliás, nunca esqueci. Muitas coisas que tenho hoje vieram de um tempo em que estávamos juntos. Nunca ficamos juntos, mas ele me deu mais lembranças do que muitos homens que se disseram meus pela vida. Ele está por toda a minha casa. Nas pequenas e nas grandes coisas. Em cima e em baixo. Nas imagens também (e por trás delas). 

Senti vontade, liguei. Mandei sms. Ele está com outro alguém, disse-me que quer começar de novo. Eu fiquei feliz demais, desejei toda a sorte do mundo porque, pela primeira vez, depois que não estamos mais juntos, senti que ele realmente quer de novo, com alguém. Isso é, de verdade, muito bom.

Aqui dentro, o que sinto é um carinho descontrolado por ele. Emoção boba de ter sentido amor por muito tempo, dele por mim. Eu sempre tive certeza que ele me amou e, agora, por mais que pareça o momento mais bizarro para acreditar nisso, eu sinto ainda mais forte.

Ainda mais forte.

4 comentários:

Isa disse...

"acontece sempre, coisas que nunca acabam."

Isa disse...

tenho blog, mas por enquanto tirei ele do meu perfil. o end: invanillasky.blogspot.com

Isa disse...

acho que ele está fechado para qquer pessoa. depois explico.

Migh Danae. disse...

Né verdade, binha? Mas, melhor assim.