Você que me lê, me ajuda a nascer.

quinta-feira, novembro 24, 2011

Beijo.

Hoje, na agenda do moço, um recado de sua mãe para mim

professora, meu filho recebeu ontem um beijo de uma coleguinha da sala e só falou nisso o dia todo! Ele está levando um presentinho para ela, cuide para que ela receba

Nos dias de hoje, onde em muitos lugares o beijo, abraço, o aperto é visto como algo "além do limite", "malícia", "maldade", achei lindo que a mãe do menininho ser sensível a ponto de compreender que carinho entre amigos devem ser estimulados. Ela mesma, quando me encontra, é toda efusiva, abraça, beija (ficamos conversando tanto que acabei descobrindo que ela nasceu na mesma região que minha mãe. Com certeza, se minha mãe aqui estivesse, ficaria horas com ela perguntando sobre "seu noca de dona zefa" e coisas assim). Perguntei à mocinha sobre o seu feito, ela me disse

Eu dei um beijo nele? Ah, sim, professora. A gente é amigo.

O menininho me olhava com uns olhinhos apertados e contentes de felicidade, segurando entre as mãos uma pequena lembrança. Não sei ao certo o que ele sentia, mas era tão bonito que desisti de tentar entender. Só fiquei ali, sentindo passar por mim o ar gostoso de uma coisa chamada inocência. Coisa essa meus caros e caras, muito cara nos dias de hoje.



4 comentários:

Meggy disse...

SEM PALAVRAS...
MARAVILHOSO.

Preta disse...

Que lindo!!!!!!!

Migh Danae. disse...

Também achei!
Obrigada pelas visitas!

Migh Danae. disse...

Também achei!
Obrigada pelas visitas!