Você que me lê, me ajuda a nascer.

terça-feira, março 10, 2009

Estação Cidade Universitária.

É quando eu ponho o pé pra fora, longe do risco de cair em baixo dos trilhos, que me sinto, de novo, uma mulher inteligente, bonita, que tem muita saudade da mãe e que queria, um dia, dar tchauzinho pra ela da estação.
Daquela estação.

Um comentário:

almondega disse...

com a cabeça erguida se vai muito longe sim...