Você que me lê, me ajuda a nascer.

segunda-feira, fevereiro 09, 2009

Sorria, meu bem.

Direto da recepção da Selva de Pedra, eu parada esperando o ônibus, recém chegada da viagem de férias, São Paulo, dia três de fevereiro. No ponto de ônibus mamãe e filho esperavam também a condução. Olhei pra ele, ele me olhou, esboçou sorriso, talvez fossem as minhas tranças, minhas roupas coloridas, vai saber. Olhei pra ele, sorri de volta, disse oi, neném A mãe sorriu, mas um sorriso desconfiado surpreso e sem jeito. Disparou você conhece ele? Gaguejei, baixei os olhos.

2 comentários:

Mjiba disse...

É preta...tive a mesma sensação ao voltar...mulheres e homens de pedra...
bjs

Migh Danae. disse...

Pois sim!