Você que me lê, me ajuda a nascer.

quarta-feira, fevereiro 18, 2009

Minha Casa.

Atentem para a questão, não errem um milímetro com as crianças. Eu, na aula, digo escrevam um texto E botei o nome do texto, Minha Casa. Levanta um mocinho, oclinhos azul, compenetrado professora, não posso fazer Eu, cara de quase-brava: c-como assim? Ele moro de aluguel, professora.

4 comentários:

Mjiba disse...

Que foda!!!!!!!!!!!!!!!
Essas crianças são fantasticas...essas ambiguidades da vida...
Beijocas

Migh Danae. disse...

Entendeu por que sofro para deixá-los e deixá-las?

Migh Danae. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Heloíse disse...

Que lindooo!!! Eles dão um banho na gente...são ótimos!!!!