Você que me lê, me ajuda a nascer.

quarta-feira, setembro 24, 2008

4º Prêmio CEERT Educar para a Igualdade Racial.

alguém quer agarrar meu copo,
edson e o jongo,
sambando com pai de billy,
me deixe,
Além de estar lá, dançar e sorrir, ganhei o prêmio. Eu aCEERTei, mãe. E agradeci a mainha, claro, mulher guerreira que me criou, e que com a sabedoria do cotidiano me deu as palavras certas na ponta da língua para enfrentar discriminações e preconceitos, sem ter aprendido em banco de escola nenhum, na lida do dia-a-dia forjou as armas necessárias para continuar vivendo, vivona. Agradeci às mulheres negras que me antecederam e aquelas que aí ainda estão, ofereci para elas o prêmio, por que
mulheres negras nunca desistem
Me aplaudiram, mas teve gente que torceu o nariz. Quem disse que eu ligo? Samba, cerveja e sorrisos.

2 comentários:

Honestino Afonso Xavier disse...

bom dia..

parabéns pelo blogger..
quando der visite o meu
deixe recado..
abraços

Caio disse...

Menina Danaeda, quem pode torcer o nariz? Parabéns, sempre, sempre. Viva, viva!!!