Você que me lê, me ajuda a nascer.

quarta-feira, dezembro 12, 2007

Cansada da Folha de São Paulo e suas mentiras (mentiras não, ditações da realidade, pior que mentira é fazer com que as pessoas pensem que só há uma verdade, a sua verdade). Do Diogo Mainard. Do seu companheiro imbecilóide Reinaldo Azevedo. Da Monica Bergamo. Da Bruna Surfistinha e do filme que vão fazer do livro (livro?) dela. Mas o pior mesmo é um tal de Gustavo Ioschpe. Bleeeeergh. Olha a apresentação do cara num site aí: Aos 28 anos de idade, o gaúcho Gustavo Ioschpe nunca teve o que reclamar da educação que recebeu, mas sabe que, no Brasil, é uma exceção. De família rica, estudou nas melhores escolas do País e graduou-se no Exterior. Ao aprofundar seus estudos sobre educação, percebeu que havia uma lacuna na relação entre desenvolvimento econômico e ensino. Durma com um barulho desses e diga que dormiu bem. Além de outras coisas, ele presta serviços ao Banco Mundial para o MEC. Pode, Zé? O que eu faço? Compro passagem, só de ida. E depois me perguntam por que é que eu vivo sempre, no mundo da luaa. E depois me perguntam por que na minha casa a televisão não tem antena (se tivesse, a lista ali de cima com certeza cresceria). E nem vou ter conversor. Televisão foi feita pra ver filme, ponto. E olhe lá. E depois eu me pergunto por que é que eu assino jornal e revista, pra saber das coisas, pra saber do quê. Alheia e alienação, mesma coisa, mas alheia eu sou mais feliz. E não fico odiando as pessoas e de saco cheio e com problema de saúde. Vou ficar contando pétala de flor que é melhor. Bem-me-quer, mal-me-quer. Mas quer.

2 comentários:

Anônimo disse...

monica bergamo é uma merda mesmo!

Migh Danae. disse...

oxente, e não?