Você que me lê, me ajuda a nascer.

sexta-feira, janeiro 19, 2007

Eu leio o blog e fico fula da vida. Como posso escrever tanta bobagem? Tá bom que às vezes acerto bastante, mas tem muita besteira. Isso é normal na vida de pessoas normais? Boh. Tou cansada de derreter. Muito chocolate sempre derrete.

3 comentários:

grace nunes disse...

o fabio tem irmãozinho ou irmãozao*interrogação*

Migh Danae. disse...

dois irmãos, todos enrolados.

Alexandra Periard disse...

Escrever sobre o cotidiano faz bem. É bom botar para fora no esquema de "vômito cerebral" tudo que se passa pela nossa cabeça insana. Nossos medos, preocupações, angústias, alegrias e vitórias. Talvez possa trazer uma sensação de conforto para quem ler, uma espécie de solidariedade mórbida, uma alegria mesquinha (por ver que a viada do outro está mais ferrada que a sua) ou uma competição: Quem tiver a vida mais fudida, recebe atenção e pena do próximo mais próximo no momento. No fim sempre é um desabafo para si mesmo.