Você que me lê, me ajuda a nascer.

segunda-feira, novembro 27, 2006

C.R.A.Z.Y.

Não só o filme Crazy - Loucos de Amor é bom, como ficar louca de vez em quando faz bem. Trilha sonora ótima, e eu adoro isso que o cinema faz, de subverter a ordem, corromper as coisas. Todo mundo decretando a morte das metanarrativas e o cinema faz das micronarrativas a bola da vez. Isso começou faz tempo, década de 80 já se escrevia narrativas miúdas pra contar grandes ou pequenas histórias. Depois de ver Caminho para Guantanamo eu realmente aboli o rock pesado da minha vida e dedicarei maior espaço ao rap. Assim são as coisas. Meu negócio é roquenrou estilo Dylan-Zeppelin-Morrison, nada mais a declarar. Parte II, Bienal de Arte: o segundo piso da Bienal tem mais vídeos e instalações. Adorei algumas coisas, como Tomas Saraceno, Eloisa Cartonera e Servet Kocygit. Minerva Cuevas é legal. Abel Abdessemed chamou um vídeo onde um gato come um rato de "O Nascimento do Amor". Mais contemporâneo impossível. Gravei um segredo no microfone do Itaú Cultural, que tá com uma exposição chamada Primeira Pessoa. É um segredo que todo mundo sabe, que eu sempre conto pra todo mundo. Se você ouvir alguém falando em malas para arrumar, medos e compromissos por aí, já que a gravação pode ser usada em qualquer lugar e hora do mundo, saiba que aquela voz sou eu. No talo. Eu deveria ter escrito tudo isso ontem, mas me roubaram a atenção e os sentidos assim que eu pisei o pé em casa. Eu, imensamente feliz. Mas tendo que conviver com a idéia de que nem todo mundo é feliz. Eu conheço gente infeliz, tu conhece? A coisa mais triste é que pessoas infelizes odeiam felicidade. Deve ser por isso que são infelizes. Odeiam pessoas sorrindo e que não deixam a peteca cair. Não conseguem pedir ajuda, por isso, infelizes. Nota zero pra elas. Não que eu goste disso, mas não posso fazer muito se infeliz se está, infeliz se quer ficar.

4 comentários:

Estela Carvalho disse...

amo
amo
amo vc!

Migh Danae. disse...

faz assim que eu posso até me apaixonar...

grace disse...

amor é alegria e não prazer.

Migh Danae. disse...

amar é...
lembra?