Você que me lê, me ajuda a nascer.

segunda-feira, junho 05, 2006

Depois de tudo, ninfa.

Segundo a Wikipédia:

Na mitologia grega, ninfas são qualquer membro de uma grande categoria de espíritos naturais femininos, às vezes ligados a um local ou objeto particular. Muitas vezes, ninfas compõem o séquito de variados deuses e deusas. São frequentemente alvo da luxúria dos sátiros.

São a personificação da graça criativa e fecundadora na natureza.

Agora, vê se eu posso. Um gurizinho de 15 anos, que se diz apaixonado, deu pra me dizer que sou sua ninfa. Ninfa, gente. Logo eu, logo eu. Mas isso até que me divertiu no fim-de-semana, quando ele olhou a foto do meu mais novo affair e ficou revoltado, dizendo que o mundo era realmente injusto quando coloca nas mãos de um feioso como aquele a sua ninfa, a sua Anita. Ahahahahahaahahah. Era tão engraçado que chegava a ser verdade. Mas me divertiu. Todo cheio de razão tirou a foto "dele" do meu porta-retrato e colocou uma flor-de-liz. Saía da mesa do café se alguém tocava no nome "dele". Nada mais bonitinho. Meninos de 15 anos apaixonados sempre te fazem gracinhas. Isso que é vida.

2 comentários:

daiza disse...

como sempre, chego depois que a sopa esfriou... quando é que v. chega? eu nao sei se vou na Margareth Menezes pois meu santo maridinho odeia ir no festival latino americano e cada vez tenho que fazer uma mezza-guerrilha. em todo caso, continuamos a nos comunicar e depois te dou o meu numero de tel. pois se sei de alguém que vai, pego a carona! Beijos para a ninfa. Dai, ao menos não é um velho que te chama ninfeta!!!!

Grace disse...

Guri é foda ! Só serve pra zoar ! Mas dá pra se divertir pra caramba. Com eles e com qualquer um por aí.