Você que me lê, me ajuda a nascer.

quarta-feira, junho 28, 2006

Ciao piccola.

Se você fala assim, me faz voar até você. E não tem nada nesse mundo que me deixe por terra Mais do que a tua voz me dizendo cuccia. Quando você imita pra mim o Don Eu dou sorriso de orelha a orelha E esqueço do Timor Leste, do Iraque e das notas vermelhas no diário de classe. Faz tempo que não me canta nada Mas ainda lembro do som da sua voz E da sua guitarra desligada por ser tarde demais quase do outro lado do mundo. Eu amo você. E amo ainda mais a mim mesma. _____________________________________________________________________ Lembrando do dia que eu achei que era burra completa, quero ressaltar que descobri uma coisa horrível. Sabe que o Monet pintou um quadro com o Manet pintando num barquinho? Aí é sacanagem, né? Adoro o nome do ainda presidente do Timor. XANANA. Que coisa mais despudorada. Mas eu adoro, XANANA, venha cá. Ahahahahahah.

6 comentários:

Maninha disse...

Lembrou-me o livro de Focoult que ele fala sobre o quadro Meninas. E o poema acima (?) a Laura Pausini. Puxa, eu tenho que conhecer a Itália, pelo menos.

Anônimo disse...

Foucalt!
Laura?
Argh... tu vai conhecer, próximos anos... pode ter certezinha.

grace disse...

Quem é vc aí anônimo? Mate a minha curiosidade, por favor!

Migh Danae. disse...

Fui eu, a dona do blog que esqueci de escrever meu nomezinho, sua boba.


Prazer, minha irmã.
Ehe.

Maninha disse...

Ah...

Grace Maninha disse...

Vc venceu XANANA é duca.