Você que me lê, me ajuda a nascer.

quarta-feira, fevereiro 15, 2006

Trabalho, caralh...

Ontem, quando cheguei cansada do meu novo trabalho (sim, por que faz muuito tempo que eu não chego cansada do trabalho. Há uns bons 15 meses...), acabei descobrindo por que as pessoas se casam. Se casam para chegarem em casa cansadas e ter alguém para lhe tirar os sapatos, lhe fazer massagem na ponta e no peito dos pés. Se casa ou se ajunta, se amanceba ou se amiga, para ter alguém lhe perguntando "como foi o seu dia?". Você vai me dizer que já sabia disso, ou que nada é assim tão simples. Claro, mas uma coisa é sentir isso, e eu senti que pelo menos ontem, quando cheguei do trabalho, e só ali, eu não me importaria de ter dito sim num altar qualquer, mesmo se tivesse que ter bebido pra isso. Tive minha prova de fogo no trabalho ontem mesmo. Estou batizada. Terrorismo no trabalho, eu também já passei por isso. E ontem eu me declarei por aí. Mais uma vez. Só que dessa vez foi diferente. Eu realmente não me importo com o que vai acontecer. Eu só queria falar que gosto de alguém, foi só pra isso que eu liguei pra você ontem. Não quero ter que provar nada, nem quero que me lembrem que fiz isso daqui uns dias, eu me declarei por que, como eu mesma disse, eu senti que poderia descansar. Fui na expo Cartunistas da América lá no Centro e a Maitena escreveu algo para mim. Algo do tipo: "Quando você está só, não entende como alguém interessante pode ficar tanto tempo sem. E quando arruma alguém... se pergunta como é que vai conseguir ficar só com aquele cara". Tá, Maitena, eu sei que não era bem assim. Mas pra mim só teve graça quando imaginei essa frase. Esse blog vai fazer um ano e eu vou lançar um concurso: quero publicar uma carta de amor, de safadeza, de sacanagem, libertina, uma carta qualquer, vagabunda, chula, sei lá, mas original. Quem quiser participar envie e-mail's para migdanae@terra.com.br. Não precisa se identificar. Aproveitem e me cantem, por que eu estou propensa por demais a aceitar novos desafios.

3 comentários:

Patricia disse...

Adorei a frase,hehehe...
Adorei a idéa tb,vou tentar fazer uma boa e te mandar tá!!!
Beijão linda!!!Te amo!!

Migh Danae. disse...

Eu te ligo, e você tá no MSN. Fala comigo!

Defunto Autor disse...

Definitivamente amor é coisa de pobre. Haha.