Você que me lê, me ajuda a nascer.

quinta-feira, fevereiro 16, 2006

Nerds. Por favor.

Eu sempre quis namorar um nerd, sabe qual é? É. Mas eles nunca, nunca, nunquinha me deram bola. Vai saber por quê. Eu acho seksy demais esses lances de óculos enormes, de lentes sujas de gordura, livros enormes, barba por fazer, teorias absurdas até quando se está tomando cerveja. Citações de grandes pensadores antes de ir ao banheiro fazer pipi. Saídas pela tangente com desculpas a la Freud, isso tudo é muito excitante. Mas infelizmente, eu nunca tive o prazer. Talvez eu não mereça. Ou talvez eu não seja o tipo de menina que eles notam. Ou que eles pensam que notam eles. Por que tu sabe, tem todo esse feeling, né, deles atraírem mulherões, meninas um tanto quanto descabeçadas, mas cheias de hormônios. E eu só tenho 1.56, nada de anormal, digo, saliente, proeminente, que salte aos olhos, ou às lentes míopes. Não espero mais que eles apareçam na minha vida. A minha fase de brotinho já está quase passando (ui, ai), então eu tenho certeza que agora meu foco terá que mudar de novo. Ou eu posso continuar querendo um nerd, mas aí ponho outro nome, chamo de cult, de descolado, de údi-grúdi, de P.H.D. Vou ver o que faço. Eu nunca mais tinha recebido ligações no meio da noite. A desculpa é que essa vinha de outro fuso. Alguém me ligou por que estava ouvindo Sabor a Mì, bolero que dá título a essa bodega, como diria João Fragoso. Alguém já fez isso por você? Aha. "Não é por que a gente não está se falando que eu não penso em você". Ainda estou viva, ainda sim.

2 comentários:

Anônimo disse...

peor ainda os nerds que creem que sabem de mecanica. Porque eles de verdade acreditam que cada palabra significa o que significa. Eles pensam sempre. Nao param. Nao. Embora no falem bem, voce entende. Nao e?

Migh Danae. disse...

Eu te entendo, honey. Na verdade, você é o único mecânico nerd por quem eu sou apaixonada. ;-)