Você que me lê, me ajuda a nascer.

domingo, outubro 02, 2005

.

Eu conheci esse ano um monte de gente que adora ofensas gratuitas. Que pena. Por que eu, euzinha, odeio isso. E fico aqui, me machucando por dentro.

4 comentários:

Juninho disse...

Belo, o amor quando sai de repente tb eh assim - uma ofensa

Migh Danae. disse...

Seu bobo. Tou falando sério. Quer dizer, tou sendo maniqueísta e afirmando a máxima de que existem sim pessoas do bem e pessoas do mal. Mas eu sei que muita gente que vai dizer que eu sou uma boba por ter aprendido isso só agora, com 24 anos.
De qualquer modo, é poesia pensar assim desse jeito, amor de sopetão também faz bem.
Pá!

Maurício disse...

Se você é boba, é por achar que aprendeu esse maniqueísmo em relação às pessoas. Até porque isso é um absurdo!

Até os maus têm seus bons momentos, enquanto os bons também cometem suas pequenas maldades...

Até eu, que sou praticamente um santo, cometo as minhas de vez em sempre!

Beijo!

Anônimo disse...

PIOR QUE TEM GENTE QUE ADORA CRIAR AS SUAS PRÓPRIAS OFENSAS E NÃO SAI DESSA POR NADA. ESTOU TÃO TRISTE HOJE AMIGA! E NA MINHA IGUINORÂNCIA DESCOBRINDO QUE CADA DIA QUE PASSA EU ME SINTO MAIS FRÁGIL, AS OFENSAS QUE VC CHAMA DE GRATUITAS AS VEZES PODEM SAIR MAIS CARAS DO QUE A GENTE PENSA PARA QUEM É OFENDIDO.AHRG!! NÃO ESTOU EM UM BOM MOMENTO... MIDI