Você que me lê, me ajuda a nascer.

quinta-feira, abril 28, 2005

Rir é o melhor remédio.

Eu tenho uma amiga que nem sabe o bem que ela me faz. Provavelmente ela nem vai ler isso. Ela também nem sabe que eu e o noivo dela somos tão amigos que ele já me contou coisas que ela tem vergonha de contar. Que ele a ama mas nunca vai deixar de ser machista e chato quando bebe. Eu vou na casa dela e sorrio com as todas as besteiras que ela faz. Caretas, piadas. Até quando ela sorri eu sorrio junto, por que é engraçado vê-la feliz. Sei que ela deve ter um monte de defeitos, eu mesma sei de muitos, mas eu gosto dela a ponto de descartar tudo isso e só querer vê-la muito feliz. Eu queria que ela entendesse isso como eu entendo, mas talvez isso também tenha graça, gostar dela assim como eu gosto e nunca saber falar direito.

Um comentário:

Sade disse...

É bom rir com quem se ama. É bom amar a pessoa inteira, com defeitos. Quando se acha que alguém não tem defeitos, não se pode amar esse alguém, né não?

Beijocas.